quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Acontece 1ª reunião para formação do Conselho Consultivo da Flona Balata-Tufari





quarta, 23 de setembro
por Rdo Castro

O Instituto Chico Mendes para a Conservação da Biodiversidade-ICMBio, promoveu a primeira reunião para formação do Conselho Consultivo da Floresta Nacional Balata-Tufari, nesta quarta-feira,23, no auditório da Escola Estadual Eduardo Ribeiro com a presença de lideranças das comunidades envolvidas, de algumas secretarias do Executivo e das Entidades e Movimentos Sociais de Canutama.
O evento foi presidido pela analista ambiental do ICMBio e atual chefe da Flona Balata- Tufari, Jackeline Nóbrega com a colaboração de sua equipe: Keuris Souza, Paulo Sérgio, e representantes do Serviço Florestal Brasileiro-SFB- Porto Velho e da ong Pacto Amazônico-Humaitá. A programação teve início às 8h e se prolongou por todo o dia com palestras sobre a Flona; sobre o Serviço Florestal Brasileiro-SFB; Sistema Nacional de Unidades de Conservação-SNUC e plano de manejo.
Nos intervalos, fazendo uso dos espaços abertos para perguntas, representantes das entidades levantaram questões, como a proibição da pesca e exploração de outros recursos pelos habitantes da sede. Os professores Raimundo Batista e Chaguinha, compareceram representando a Seduc no município. O prof. Chaguinha disse: "...dos cerca de cinco mil habitantes da sede do município, aproximadamente mil têm emprego no serviço público e outros setores e o restante depende dos recursos naturais para sobreviver, como eles farão de agora em diante, pois são pescadores artesanais e tiradores de madeira para casas tradicionais?". Padre Éder também lembrou que o fato do cidadão ter deixado sua comunidade e passou a viver na sede não lhe tira o direito aos benefícios da exploração sustentada dos recursos florestais garantidos pela criação das unidades de conservação.
Em resposta, Jackeline disse que num primeiro momento tomou-se a precaução de proibir através de legislação própria algumas atividades, mas de uma maneira geral, até que o conselho esteja formado quando poderá ver os problemas 'mais de perto'. O coordenador do Grupo de Acompanhamento do Legislativo, Raimundo Castro, colocou que um conselho consultivo poderá servir meramente de referência e o ICMBio daria a palavra final na hora de resolver essas questões relacionadas inclusive ao abastecimento da sede, não seria conselho deliberativo? A resposta foi dada por Keuris Souza, da Flona de Humaitá, que salientou que isto se dá também por força da legislação que busca organizar e implantar um modelo de gestão para as UC's, mas a presidência do conselho ficará sempre com o chefe da unidade.
A reunião encerrou com uma dinâmica reforçando a idéia da união de forças na solução dos problemas da vida, seguindo-se uma pequena confraternização.
A próxima reunião acontecerá em Humaitá e outra deverá acontecer em Canutama em novembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário